quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

DIFERENCIANDO BORBOLETAS E MARIPOSAS

Você saberia distinguir entre uma borboleta e uma mariposa ?

Borboletas e mariposas são insetos muito parecidos, assim, não basta um simples olhar para diferenciá-las . Mas, sabendo o que as distinguem, é possível fazer a identificação correta. 

Você saberia distinguir entre uma borboleta e uma mariposa ?
Borboleta
De um modo em geral, as borboletas exibem um colorido mais vibrante, intenso ou reluzente. As mariposas, por sua vez, costumam apresentar um colorido mais opaco, não tão intenso quanto o das borboletas. Mas essas são apenas observações genéricas, que não servem de base para diferenciá-las.
Borboletas e mariposas são insetos muito parecidos, assim, não basta um simples olhar para diferenciá-las . Mas, sabendo o que as distinguem, é possível fazer a identificação correta. De um modo em geral, as borboletas exibem um colorido mais vibrante, intenso ou reluzente. As mariposas, por sua vez, costumam apresentar um colorido mais opaco, não tão intenso quanto o das borboletas. Mas essas são apenas observações genéricas, que não servem de base para diferenciá-las.De um modo em geral, as borboletas exibem um colorido mais vibrante, intenso ou reluzente. As mariposas, por sua vez, costumam apresentar um colorido mais opaco, não tão intenso quanto o das borboletas. Mas essas são apenas observações genéricas, que não servem de base para diferenciá-las.
Borboleta e mariposa













São três os pontos principais que diferenciam as borboletas das mariposas: formato do abdomen, formato das antenas e posicionamento das asas em pouso.

FORMATO DO CORPO
Pode-se observar facilmente que as borboletas possuem abdomen fino, discreto, parecendo dividir-se em parte superior e inferior, formando algo semelhante à uma elegante cintura entre elas . As mariposas, no entanto, possuem o corpo mais arredondado e avantajado, todo recoberto por pelos, podendo incluir-se até as patas e antenas.
Mariposa
Pode-se observar facilmente que as borboletas possuem abdomen fino, discreto, parecendo dividir-se em parte superior e inferior, formando algo semelhante à uma elegante cintura entre elas .
As lagartas que se transforma em borboletas são aquelas sem espinhos, que não nos causam queimaduras.


As mariposas, no entanto, possuem o corpo mais arredondado e avantajado, todo recoberto por pelos, podendo incluir-se até as patas e antenas. 

Sabe aquelas lagartas  peludas ou espinhentas, que queimam a nossa pele quando em contato, também conhecidas como taturanas? Então, são essas lagartas que se transformam em mariposas.




FORMATO DAS ANTENAS
As borboletas possuem antenas finas, que se enrolam nas pontas, formando uma pequena esfera.
Já as mariposas, essas possuem antenas diferenciadas de acordo com sua espécie. Mas são, na maioria das vezes, mais curtas e mais grossas , geralmente, de aparência serrilhada ou peluda.

POSICIONAMENTO DAS ASAS EM POUSO
Outra diferença bastante significante é que, enquanto as borboletas mantêm suas asas fechadas depois de pousarem, as mariposas deixam as suas abertas.

As borboletas possuem antenas finas, que se enrolam nas pontas, formando uma pequena esfera. Já as mariposas, essas possuem antenas diferenciadas de acordo com sua espécie. Mas são, na maioria das vezes, mais curtas e mais grossas , geralmente, de aparência serrilhada ou peluda.
Mariposa tigre
Basicamente, são esses os principais pontos que diferenciam borboletas e mariposas.
Todavia, vale ressaltar que, nem sempre as diferenças apresentam-se de forma muito evidente ou em destaque. E há ainda as exceções comportamentais.
Exs.: Mesmo que se tratando de uma minoria, há borboletas que possuem hábitos noturnos e mariposas com hábitos diurnos.
Embora muitas das mariposas apresentem antenas bastante evidenciadas, algumas podem ser bastante parecidas com as das borboletas . Assim como o corpo da mariposa pode também não ser tão desproporcional ao da borboleta. E pode ainda haver momentos em que as mariposas se posicionem com as asas fechadas ou as borboletas com elas abertas.
Portanto, uma análise leiga pode ser comprometida pelas exceções que fogem às regras.
Outra diferença bastante significante é que, enquanto as borboletas mantêm suas asas fechadas depois de pousarem, as mariposas deixam as suas abertas.
Mariposa com antenas semelhantes às das borboletas. Porém, com cores opacas e corpo robusto característico das mariposas. 



Mesmo que se tratando de uma minoria, há borboletas que possuem hábitos noturnos e mariposas com hábitos diurnos.  Embora muitas das mariposas apresentem antenas bastante evidenciadas, algumas podem ser bastante parecidas com as das borboletas . Assim como o corpo da mariposa pode também não ser tão desproporcional ao da borboleta. E pode ainda haver momentos em que as mariposas se posicionem com as asas fechadas ou as borboletas com elas abertas. Portanto, uma análise leiga pode ser comprometida pelas exceções que fogem às regras.
Mariposa
Mesmo que se tratando de uma minoria, há borboletas que possuem hábitos noturnos e mariposas com hábitos diurnos.  Embora muitas das mariposas apresentem antenas bastante evidenciadas, algumas podem ser bastante parecidas com as das borboletas . Assim como o corpo da mariposa pode também não ser tão desproporcional ao da borboleta. E pode ainda haver momentos em que as mariposas se posicionem com as asas fechadas ou as borboletas com elas abertas. Portanto, uma análise leiga pode ser comprometida pelas exceções que fogem às regras.
Mariposa











Mesmo que se tratando de uma minoria, há borboletas que possuem hábitos noturnos e mariposas com hábitos diurnos.  Embora muitas das mariposas apresentem antenas bastante evidenciadas, algumas podem ser bastante parecidas com as das borboletas . Assim como o corpo da mariposa pode também não ser tão desproporcional ao da borboleta. E pode ainda haver momentos em que as mariposas se posicionem com as asas fechadas ou as borboletas com elas abertas. Portanto, uma análise leiga pode ser comprometida pelas exceções que fogem às regras.
Borboleta
Basicamente, são esses os principais pontos que diferenciam borboletas e mariposas.  Todavia, vale ressaltar que, nem sempre as diferenças apresentam-se de forma muito evidente ou em destaque. E há ainda as exceções comportamentais.
Borboleta tigre oriental



Basicamente, são esses os principais pontos que diferenciam borboletas e mariposas.  Todavia, vale ressaltar que, nem sempre as diferenças apresentam-se de forma muito evidente ou em destaque. E há ainda as exceções comportamentais.
Borboleta monarca


Borboletas e mariposas são insetos que, quando ainda na forma de larvas, criam casulos, onde irão se desenvolver até sair na fase adulta já com asas. Algumas lagartas de mariposa fazem buracos no chão, onde ficam até se tornarem mariposas adultas. Os fósseis mais antigos conhecidos de borboletas são de 40-50 milhões de anos atrás.
Borboletas - Borboletas e mariposas são insetos que, quando ainda na forma de larvas, criam casulos, onde irão se desenvolver até sair na fase adulta já com asas. Algumas lagartas de mariposa fazem buracos no chão, onde ficam até se tornarem mariposas adultas.





segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

JEITO FELINO DE SER - GATO

 
JEITO FELINO DE SER - GATOS
Sua majestade, o gato  O temperamento dos filhotes varia conforme a ninhada e a socialização. Os gatos de pelo curto tendem a ser mais magros e fisicamente mais ativos, enquanto os gatos de pelo comprido tendem a ser mais pesados e letárgicos.  Gatos - filhotes fofos e coloridos Ele pode não ser o mais festeiro dos mamíferos. Pode não aceitar roupinhas, sapatinhos e enfeites fofos. Mas ainda será um gato fofo para o dono. O gato pode ser tímido, arredio ou apenas reservado. Pode não saltar de alegria quando você chega em casa. Mas ainda assim, ele sentirá sua ausência. Ele pode ser travesso ou inquieto, como também pode ser preguiçoso, carente e até parecer distante. Pode ainda ser cheio de vontades, manhas e artimanhas, e de manias muito próprias. Mas é sempre independente, ágil, silencioso e atento a tudo a seu redor. Seja como for, gato é simplesmente inconfundível e incomparável. É essa sua personalidade única que o torna especial e querido por muitos . Seu jeito felino de ser, não apenas conquista, como também cativa a todos se deixam envolver por seus encantos !
Sua majestade, o gato

O temperamento dos filhotes varia conforme a ninhada e a socialização. Os gatos de pelo curto tendem a ser mais magros e fisicamente mais ativos, enquanto os gatos de pelo comprido tendem a ser mais pesados e letárgicos.
Gatos - filhotes fofos e coloridos
Ele pode não ser o mais festeiro dos mamíferos. Pode não aceitar roupinhas, sapatinhos e enfeites fofos. Mas ainda será um gato fofo para o dono.
O gato pode ser tímido, arredio ou apenas reservado. Pode não saltar de alegria quando você chega em casa. Mas ainda assim, ele sentirá sua ausência.
Ele pode ser travesso ou inquieto, como também pode ser preguiçoso, carente e até parecer distante. Pode ainda ser cheio de vontades, manhas e artimanhas, e de manias muito próprias. Mas é sempre independente, ágil, silencioso e atento a tudo a seu redor.
Seja como for, gato é simplesmente inconfundível e incomparável.
É essa sua personalidade única que o torna especial e querido por muitos .
Seu jeito felino de ser, não apenas conquista, como também cativa a todos se deixam envolver por seus encantos !
O gato (Felis silvestris catus), também conhecido como gato caseiro, gato urbano ou gato doméstico, é um animal da Família dos felídeos, muito popular como animal de estimação. Ocupando o topo da cadeia alimentar, é um predador natural de diversos animais, como roedores, pássaros, lagartixas e alguns insetos.
Gatinho mordendo a cerca -  Gatos selvagens que vivem em ambientes urbanos têm expectativa de vida reduzida. Gatos selvagens mantidos em colônias tendem a viver muito mais.

 Os gatos domésticos atuais são uma adaptação evolutiva dos gatos selvagens.
Gatinhos fofos  -  Existem cerca de 250 raças de gato doméstico, cujo peso variável classifica a espécie como animal doméstico de pequeno a médio porte. Assim como cães com estas dimensões, vive entre quinze e vinte anos. De personalidade independente, tornou-se um animal de companhia em diversos lares ao redor do mundo, para pessoas dos mais variados estilos de vida.
Existem cerca de 250 raças de gato doméstico, cujo peso variável classifica a espécie como animal doméstico de pequeno a médio porte. Assim como cães com estas dimensões, vive entre quinze e vinte anos. De personalidade independente, tornou-se um animal de companhia em diversos lares ao redor do mundo, para pessoas dos mais variados estilos de vida.
Gatinho




Assim como a maioria das espécies de mamíferos, os gatos são capazes de nadar. No entanto, somente o fazem quando extremamente necessário, como em caso de queda acidental na água.
Cesta de gatos 

Os gatos domésticos atuais são uma adaptação evolutiva dos gatos selvagens. Cruzamentos entre diferentes espécimes os tornaram menores e menos agressivos aos humanos.[13] Os gatos foram domesticados primeiramente no Oriente Médio nas primeiras vilas agriculturais do Crescente Fértil.[14][15] Os sinais mais antigos de associação entre homens e gatos datam de 9 500 anos atrás e foram encontrados na ilha de Chipre.
Gato caminhando sobre a cerca  -  Um dito popular diz que os gatos caem sempre de pé. Durante a queda, o gato consegue, por instinto, girar o corpo e prepará-lo para aterrar em pé graças ao sentido agudo de equilíbrio e flexibilidade. Um gato precisa de aproximadamente 90 centímetros para se virar. Mesmo os gatos sem cauda como grande parte dos indivíduos da subespécie Gato manês da Ilha de Man têm esta habilidade, pois o gato usa principalmente as patas traseiras e depende da conservação do momento angular para endireitar o corpo.

gatos domésticos atuais são uma adaptação evolutiva dos gatos selvagens.
Gatos brancos na caminha. Os gatos domésticos atuais são uma adaptação evolutiva dos gatos selvagens. 

Maine Coon  -  Os gatos, geralmente, pesam entre 2,5 e 7 kg; entretanto, alguns exemplares, como o Maine Coon, podem exceder os 12 kg. Já foram registrados exemplares com peso superior a 20 kg, devido ao excesso de alimentação.
  Maine Coon  -  Os gatos, geralmente, pesam entre 2,5 e 7 kg; entretanto, alguns exemplares, como o Maine Coon, podem exceder os 12 kg. Já foram registrados exemplares com peso superior a 20 kg, devido ao excesso de alimentação.



Em cativeiro, os gatos vivem tipicamente de 15 a 20 anos, porém o exemplar mais velho já registado viveu até aos 38 anos. Os gatos domésticos têm a expectativa de vida aumentada quando não saem pelas ruas, pois isso reduz o risco de ferimentos ocasionados por brigas e acidentes. A castração também aumenta significativamente a expectativa de vida desses animais, uma vez que reduz o interesse do animal por fugas noturnas e também o risco de incidência de câncer de testículos e ovários.
Gatinho de gravata -  Em cativeiro, os gatos vivem tipicamente de 15 a 20 anos, porém o exemplar mais velho já registado viveu até aos 38 anos. Os gatos domésticos têm a expectativa de vida aumentada quando não saem pelas ruas, pois isso reduz o risco de ferimentos ocasionados por brigas e acidentes. A castração também aumenta significativamente a expectativa de vida desses animais, uma vez que reduz o interesse do animal por fugas noturnas e também o risco de incidência de câncer de testículos e ovários.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

NATAL DOS GATOS

https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS

https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS
https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
 NATAL DOS GATOS

https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS

https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS

https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS
https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS


https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS

https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS
https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS



https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS
https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS
https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS







NATAL DOS GATOS
https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
NATAL DOS GATOS



NATAL DOS GATOS

NATAL DOS GATOS

NATAL DOS GATOS

NATAL DOS GATOS

NATAL DOS GATOS


NATAL DOS GATOS

NATAL DOS GATOS
NATAL DOS GATOS




NATAL DOS GATOS

A FLOR DO NATAL - Euphorbia pulcherrima

A PLANTA DO NATAL -  bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal .

MAIS INTERESSANTE QUE SUAS VERDADEIRAS FLORES, SÃO AS FALSAS E LINDAS FLORES QUE A PLANTA EXIBE . 
 Euphorbia pulcherrima, esse arbusto de origem mexicana, é conhecido como bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico significa 'a mais bela das eufórbias'.
bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico, Euphorbia pulcherrima, significa 'a mais bela das eufórbias'.

MAS CUIDADO, ALÉM DE BELA, ELA É TÓXICA !

 Euphorbia pulcherrima, esse arbusto de origem mexicana, é conhecido como bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico significa 'a mais bela das eufórbias'.
Arbusto de poinsétia
A parte vermelha da planta, por parecer muito com pétalas e por ser bastante exuberante, é frequentemente confundida com a flor que, na verdade, são bem pequenas e pouco atraentes.
No entanto,  é a combinação desse vermelho com o verde das folhas que a torna única e faz dela uma planta muito utilizada em arranjos florais durante a época do Natal.

Tendo o nome científico de Euphorbia pulcherrima, esse arbusto de origem mexicana, é conhecido como bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico significa 'a mais bela das eufórbias'.


MAS CUIDADO ! 

SUA BELEZA ESCONDE UMA SEIVA TÓXICA: . A seiva leitosa da planta, em contacto com a pele e mucosas provoca inflamações, dor e comichão, podendo causar também irritação nos olhos, lacrimejamento, inchaço das pálpebras e dificuldades na visão. A sua ingestão pode causar náuseas, vômitos e diarreia.
Arbusto de poinsétia
SUA BELEZA ESCONDE UMA SEIVA TÓXICA: .
A seiva leitosa da planta, em contacto com a pele e mucosas provoca inflamações, dor e comichão, podendo causar também irritação nos olhos, lacrimejamento, inchaço das pálpebras e dificuldades na visão. A sua ingestão pode causar náuseas, vômitos e diarreia.

É falso, no entanto, que possa provocar a morte. Estudos sobre a toxicidade desta planta parecem indicar que só após a ingestão de grandes quantidades (mais de algumas centenas das suas folhas) é que a vida de alguém poderia estar em risco. A razão desta crença pode dever-se ao facto de que a maioria das plantas desta mesma família são altamente venenosas.

PARA QUEM DESEJA CULTIVAR:

O bico-de-papagaio é um arbusto que atinge até três metros de altura. Coloridas, atraem insetos e aves, responsáveis pela polinização da planta. As flores são pequenas e amarelas, este arbusto aprecia clima quente e úmido, precisando no sol pleno para se desenvolver.
Arbusto de poinsétia
O bico-de-papagaio é um arbusto que atinge até três metros de altura. Coloridas, atraem insetos e aves, responsáveis pela polinização da planta.
As flores são pequenas e amarelas, este arbusto aprecia clima quente e úmido, precisando no sol pleno para se desenvolver.





Os floricultores, especialmente os da Escandinávia e da Califórnia, foram os responsáveis pela obtenção de variedades cultivares mais adaptadas à decoração doméstica, estas plantas chegam a formar arbustos ramificados que atingem 3 m de altura, por isso, há, assim, poinsétias cor-de-laranja, verde pálido, marmoreadas, salpicadas, etc. .
Arbusto de poinsétia
Os floricultores, especialmente os da Escandinávia e da Califórnia, foram os responsáveis pela obtenção de variedades cultivares mais adaptadas à decoração doméstica, estas plantas chegam a formar arbustos ramificados que atingem 3 m de altura, por isso, há, assim, poinsétias cor-de-laranja, verde pálido, marmoreadas, salpicadas, etc. .



História

Os floricultores, especialmente os da Escandinávia e da Califórnia, foram os responsáveis pela obtenção de variedades cultivares mais adaptadas à decoração doméstica, estas plantas chegam a formar arbustos ramificados que atingem 3 m de altura, por isso, há, assim, poinsétias cor-de-laranja, verde pálido, marmoreadas, salpicadas, etc. .
Arbusto de poinsétia

Arbusto de poinsétia
Vinda da América Central, mais especificamente da região de Taxco del Alarcon, a planta era denominada pelos astecas de “cuetlaxochitl”. Era utilizada por este povo para a produção de tintas usadas na cosmética e tingimento de tecidos, além de usarem a sua seiva na produção de medicamentos contra a febre.
Ainda hoje se utilizam aí as poinsétias de brácteas esbranquiçadas para a produção de cremes depilatórios, além do seu cultivo para a formação de sebes.

Terá sido talvez a partir do século XVII que a planta começa a ter um significado natalício, quando frades franciscanos começam a utilizá-la numa procissão desta quadra, designada por “Festa de Santa Pesebre”. As brácteas vermelhas começaram a ser associadas simbolicamente, pela sua forma, à estrela de Belém.

Lendas

Arbusto de poinsétia Uma lenda mexicana tenta explicar a associação feita entre esta planta e o Natal. Uma menina, de nome Pepita, não sabia o que oferecer ao menino Jesus por ocasião da missa de Natal.
Flor do Natal
Arbusto de poinsétia
Uma lenda mexicana tenta explicar a associação feita entre esta planta e o Natal. Uma menina, de nome Pepita, não sabia o que oferecer ao menino Jesus por ocasião da missa de Natal. Não podendo adquirir uma oferta digna da sua vontade, expõe o seu problema ao seu primo, Pedro, que a acompanhava a caminho da igreja. Este consola-a e diz-lhe que é o amor com que se dá uma oferta que valoriza a mesma, especialmente aos olhos de Deus. Pepita deixa-se convencer e vai recolhendo plantas vulgares das margens do caminho por onde passa. Quando chega à igreja, dá-se conta da pobreza da sua oferta e chora de tristeza. Tenta, no entanto, oferecer os pálidos ramos com todo o amor da sua alma. Então, frente a toda a congregação reunida no templo, as folhas dos ramos ficam tingidos de uma cor brilhante e vermelha. O povo reunido para a Eucaristia fica espantado e declara o acontecimento como um milagre.

Segundo outra versão desta lenda, as flores-do-natal brotam do chão molhado pelas lágrimas da criança.
 Euphorbia pulcherrima, significa 'a mais bela das eufórbias'.

Segundo outra versão desta lenda, as flores-do-natal brotam do chão molhado pelas lágrimas da criança.
Segundo outra versão desta lenda, as flores-do-natal brotam do chão molhado pelas lágrimas da criança.
Bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico, Euphorbia pulcherrima, significa 'a mais bela das eufórbias'.


Euphorbia pulcherrima, esse arbusto de origem mexicana, é conhecido como bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico significa 'a mais bela das eufórbias'.
Euphorbia pulcherrima,
Euphorbia pulcherrima, esse arbusto de origem mexicana, é conhecido como bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico significa 'a mais bela das eufórbias'.
Euphorbia pulcherrima,





Euphorbia pulcherrima, esse arbusto de origem mexicana, é conhecido como bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico significa 'a mais bela das eufórbias'.
Euphorbia pulcherrima,


Bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal. Seu nome científico, Euphorbia pulcherrima, significa 'a mais bela das eufórbias'.

Euphorbia pulcherrima, esse arbusto de origem mexicana, é conhecido como bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico significa 'a mais bela das eufórbias'.
 Euphorbia pulcherrima, significa 'a mais bela das eufórbias'.

Euphorbia pulcherrima, esse arbusto de origem mexicana, é conhecido como bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal . Seu nome científico significa 'a mais bela das eufórbias'.
Bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal. Seu nome científico, Euphorbia pulcherrima, significa 'a mais bela das eufórbias'.

Os floricultores, especialmente os da Escandinávia e da Califórnia, foram os responsáveis pela obtenção de variedades cultivares mais adaptadas à decoração doméstica, estas plantas chegam a formar arbustos ramificados que atingem 3 m de altura, por isso, há, assim, poinsétias cor-de-laranja, verde pálido, marmoreadas, salpicadas, etc. .
 Euphorbia pulcherrima, significa 'a mais bela das eufórbias'.

Os floricultores, especialmente os da Escandinávia e da Califórnia, foram os responsáveis pela obtenção de variedades cultivares mais adaptadas à decoração doméstica, estas plantas chegam a formar arbustos ramificados que atingem 3 m de altura, por isso, há, assim, poinsétias cor-de-laranja, verde pálido, marmoreadas, salpicadas, etc. .
Bico-de-papagaio, rabo-de-arara, papagaio, cardeal, flor-do-natal, flor-de-páscoa, estrela-do-natal. Seu nome científico, Euphorbia pulcherrima, significa 'a mais bela das eufórbias'.

 Euphorbia pulcherrima, significa 'a mais bela das eufórbias'.
FELIZ NATAL !!



Aproveito para desejar um Feliz Natal a todos!! 🎄🎅🎆🎇

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

AVE GUARÁ VERMELHO - A única a colorir a natureza com com essa cor vibrante

A AVE GUARÁ - devido à sua plumagem adquirir uma coloração vermelha intensa, ela se destaca em qualquer paisagem. Seja no azul do céu ou no verde das árvores, o guará é o único a colorir a natureza com com essa cor vibrante! 

Guará-vermelho –  (guará-piranga, guar-a-rubro, guará-pitanga (do tupi, “ave vermelha”) Ela está presente em Trinidad e Tobago (onde é a ave nacional) e na Colômbia, Venezuela, Guianas. Medindo de 50 a 60 cm, ele possui bico fino, longo e levemente curvado para baixo.
Guará-vermelho 


Guará-vermelho –  (guará-piranga, guar-a-rubro, guará-pitanga (do tupi, “ave vermelha”)
Ela está presente em Trinidad e Tobago (onde é a ave nacional) e na Colômbia, Venezuela, Guianas.
Medindo de 50 a 60 cm, ele possui bico fino, longo e levemente curvado para baixo.

Aqui, no Brasil, encontra-se no  litoral norte do Brasil – no Delta do Rio Parnaíba, (Divisa do Ceará com Piauí), na foz do Rio Preguiças (Maranhão), havendo grupos isolados já relatados em São Paulo (Cubatão) e também no Paraná. Antigamente ocorria em todo o litoral brasileiro, até a ilha de Santa catarina. Cidades como Guaratuba (em tupi, guará-tuba significa muito guará), do estado do Paraná, lembram que essas aves ali existiam em grande número.
Guará vermelho - a ave já ocorreu em todo litoral brasileiro
Aqui, no Brasil, encontra-se no  litoral norte do Brasil – no Delta do Rio Parnaíba, (Divisa do Ceará com Piauí), na foz do Rio Preguiças (Maranhão), havendo grupos isolados já relatados em São Paulo (Cubatão) e também no Paraná. Antigamente ocorria em todo o litoral brasileiro, até a ilha de Santa catarina. Cidades como Guaratuba (em tupi, guará-tuba significa muito guará), do estado do Paraná, lembram que essas aves ali existiam em grande número.



Assim como o flamingo cor-de-rosa adquire sua coloração através das algas com as quais ele se alimenta, o guará também obtém seu tom vermelho dos crustáceos que compõem sua dieta. 
O guará anda vagarosamente na água rasa, com a ponta do bico submersa, abrindo e fechando as mandíbulas em busca de caranguejos, caramujos e insetos.
Seu alimento preferido : o caranguejo Uçá de coloração azulada, arroxeada ou avermelhada, o chama-maré ou sarará e o maraquani, que o presenteiam com a cor de suas plumas.

Os filhotes de guará vermelho nascem cinza escuro e, com o passar do tempo, trocam as penas para o tom dos adultos.
Filhote de Guará vermelho
Os filhotes de guará vermelho nascem cinza escuro e, com o passar do tempo, trocam as penas para o tom dos adultos.

No entanto, a falta de ingestão de crustáceos não estimula o metabolismo a produzir tais pigmentos, e a ave, portanto vai gradativamente perdendo a cor, que fica parecida com a das aves jovens. Esse fenômeno ocorre muito em aves de cativeiro, onde a dieta não é à base de crustáceos.






Durante a reprodução o bico do macho torna-se negro e brilhante; as pernas continuando sempre com a coloração vermelha-clara. A fêmea mantém inalteradamente o bico (que é mais fino) pardacento com a ponta enegrecida e as pernas vermelho-esbranquiçadas.
Guará vermelho adulto em seu ninho
Guará-vermelho - reprodução
Durante a reprodução o bico do macho torna-se negro e brilhante; as pernas continuando sempre com a coloração vermelha-clara. A fêmea mantém inalteradamente o bico (que é mais fino) pardacento com a ponta enegrecida e as pernas vermelho-esbranquiçadas. 

Ainda no primeiro trimestre do ano, época da nidificação, eles começam a seleção dos locais e , em seguida, a construção de seus ninhos. Cada casal põe em media três ovos; de cada dois ninhos, apenas um filhote voa. A reprodução é feita em colônias. O ninhos são feitos no alto das árvores à beira dos manguezais e lamaçais litorâneos. A fêmea põe 2 ou 3 ovos de cor cinza-oliváceo com manchas marrons. A ave tem como predadores naturais o gavião e o jacaré de papo amarelo, que também está em risco de extinção.


Na época do descobrimento do Brasil, as penas do guará-vermelho eram muito valiosas entre os índios. As tribos tupinambás e tupiniquins disputavam os ninhos da ave para a confecção de adereços.
Revoada de guarás - A ave já foi abundante no Brasil
Na época do descobrimento do Brasil, as penas do guará-vermelho eram muito valiosas entre os índios. As tribos tupinambás e tupiniquins disputavam os ninhos da ave para a confecção de adereços. Esse fato foi relatado por Hans Staden, um aventureiro alemão que foi aprisionado pelos tupinambás em 1554, pouco depois de chegar ao País numa expedição espanhola.





Eudocimus ruber (Linnaeus, 1758)
Classificação: Ordem Ciconiiformes, Família Threskiornithidae.
Nome em inglês: Scarlet ibis.
Tamanho: 58 cm

A reprodução dos guarás é feita em colônias. O ninhos são feitos no alto das árvores de mangue. A fêmea põe dois ou três ovos de cor bege, com manchas marrons. Os filhotes nascem de cor escura, e peito branco, se tornando completamente vermelhos após 1 e 1 ano e meio de vida.
A reprodução dos guarás é feita em colônias. O ninhos são feitos no alto das árvores de mangue. A fêmea põe dois ou três ovos de cor bege, com manchas marrons. Os filhotes nascem de cor escura, e peito branco, se tornando completamente vermelhos após 1 e 1 ano e meio de vida.

https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/
Guará vermelho - https://mundoanimalevidaselvagem.blogspot.com/

A coloração dos guarás deve-se a um pigmento de cor vermelha presente nos caranguejinhos dos quais se alimenta.
Originalmente a espécie estava presente em lamaçais litorâneos e manguezais. A coloração dos guarás deve-se a um pigmento de cor vermelha presente nos caranguejinhos dos quais se alimenta. 

Os guarásImpressionam seus vôos coletivos que pode estender-se de 60 a 70 quilômetros até os lamaçais onde se alimentam de dia.
Os guarásImpressionam seus vôos coletivos que pode estender-se de 60 a 70 quilômetros até os lamaçais onde se alimentam de dia. 

Guarás - Sua cor vermelha intensa do guará, destaca-se ainda mais em grandes bandos
Guarás - Sua cor vermelha intensa do guará, destaca-se ainda mais em grandes bandos 

Guará vermelho - Conhecido também como guará-verme, guará-rubro e guará-piranga (em tupi, ave vermelha).
Guará vermelho - Conhecido também como guará-verme, guará-rubro e guará-piranga (em tupi, ave vermelha). 

Originalmente a espécie estava presente em lamaçais litorâneos e manguezais. A coloração dos guarás deve-se a um pigmento de cor vermelha presente nos caranguejinhos dos quais se alimenta. Em cativeiro, com alimentação diferente, eles adquirem uma coloração desbotada, cor-de-rosa. Reproduz-se em colônias, procuram densa vegetação, por exemplo, extensos manguezais mas havendo ainda poucas informações sobre os locais de reprodução da espécie.
Originalmente a espécie estava presente em lamaçais litorâneos e manguezais. A coloração dos guarás deve-se a um pigmento de cor vermelha presente nos caranguejinhos dos quais se alimenta. Em cativeiro, com alimentação diferente, eles adquirem uma coloração desbotada, cor-de-rosa. Reproduz-se em colônias, procuram densa vegetação, por exemplo, extensos manguezais mas havendo ainda poucas informações sobre os locais de reprodução da espécie. 

Pelo seu colorido vermelho intenso, realçados ainda mais nos grandes bandos em que vive, o guará pode ser considerada uma das aves mais belas do nosso País.
Pelo seu colorido vermelho intenso, realçados ainda mais nos grandes bandos em que vive, o guará pode ser considerada uma das aves mais belas do nosso País. 


Anda vagarosamente na água rasa, com a ponta do bico submersa, abrindo e fechando as mandíbulas em busca de caranguejos, tais como a chama-maré ou sarará e o maraquani. Há grande número destas aves no Estado do Paraná, mas atualmente já extinguiu na região sudeste.
Anda vagarosamente na água rasa, com a ponta do bico submersa, abrindo e fechando as mandíbulas em busca de caranguejos, tais como a chama-maré ou sarará e o maraquani. Há grande número destas aves no Estado do Paraná, mas atualmente já extinguiu na região sudeste. 

A coloração dos guarás deve-se a um pigmento de cor vermelha presente nos caranguejinhos dos quais se alimenta. Em cativeiro, com alimentação diferente, eles adquirem uma coloração desbotada, cor-de-rosa.
A coloração dos guarás deve-se a um pigmento de cor vermelha presente nos caranguejinhos dos quais se alimenta. Em cativeiro, com alimentação diferente, eles adquirem uma coloração desbotada, cor-de-rosa. 

Guará vermelho com a coloração pouco pigmentada, semelhante ao tom salmão dos flamingos
Guará vermelho com a coloração pouco pigmentada, semelhante ao tom salmão dos flamingos
Assim como o flamingo cor-de-rosa adquire sua coloração através das algas com as quais ele se alimenta, o guará também obtém seu tom vermelho dos crustáceos que compõem sua dieta.
Flamingos rosa


(Fontes da pesquisa:jornaldaparnaiba.com, Wikipédia,.multicipios.com.br)