quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

CAÇA ÀS FOCAS - NELAS, TUDO TEM VALOR, MENOS A VIDA

CAÇA ÀS FOCAS - NELAS, TUDO TEM VALOR, MENOS A VIDA

Ganância, futilidade e insatisfação sexual mantêm o mercado da matança de focas sempre em alta.

Enquanto as madames, com suas vidas miseráveis no que se refere à própria existência, porém afortunadas no que tange o social, ficam com as peles das focas, os asiáticos, insatisfeitos com o desempenho sexual, consomem o pênis do animal, na esperança de adquirir seu vigor sexual!

Futilidade e ausência de vigor sexual mantêm o mercado da matança de focas sempre em alta. Enquanto as madames, com suas vidas miseráveis no que se refere à própria existência, porém afortunadas no que tange o social, ficam com as peles das focas, os homens, insatisfeitos com o desempenho sexual, ficam o com o pênis do animal na esperança de revigorar a potência perdida.
CAÇA ÀS FOCAS - NELAS, TUDO TEM VALOR, MENOS A VIDA

Todos os anos, cerca 300 mil focas são mortas, principalmente no Canadá e Groenlândia, mas também na Rússia, Noruega e Japão.

Essa matança toda se dá, primeiramente, para a retirada da pele branca e macia dos bebês foca para a confecção de casaco .
Na Ásia a carne é usada para alimentar cães e outros animais domésticos. A gordura, por ser rica em ômega-3, vira suplemento alimentar. E o pênis é usado como afrodisíaco. É comum, entre os asiáticos, consumir pênis de diversos animais para se tornarem potentes como o dono do órgão. Chifres de rinocerontes também são utilizados com essa e outras finalidades.

A média de idade das focas abatidas é de menos de 3 meses de vida, mas muitos bebês com menos de 4 semanas também são esfolados vivos.

O método mais comum utilizado na matança de focas é o de esmagar o crânio com uma espécie de martelo ou foice, com um gancho em sua extremidade, embora às vezes também são mortos a tiros de ​​rifles. 
Para os defensores da matança animal, esse método é considerado rápido e indolor (indolor, é isso mesmo??). Segundo eles, após o golpe, o animal é considerado clinicamente morto. No entanto, persiste a ideia de que a pele é de melhor qualidade quando retirada do animal ainda vivo.

Anos atrás, John Efford, ministro de Pesca e Agricultura da ilha de Terra Nova declarou:
"Gostaria de ver estes seis milhões de focas mortas e vendidas, destruídas ou queimadas, e não me importo com o que acontece a elas, e quanto mais elas morrerem, mais feliz eu serei".

Simples assim...como se fosse tudo muito necessário, inofensivo, indolor, inocente e inesgotável! Com pessoas assim no poder, logo, nada mais que vive, respira ou pulsa, restará nesse nosso Planeta!

Futilidade e ausência de vigor sexual mantêm o mercado da matança de focas sempre em alta. Enquanto as madames, com suas vidas miseráveis no que se refere à própria existência, porém afortunadas no que tange o social, ficam com as peles das focas, os homens, insatisfeitos com o desempenho sexual, ficam o com o pênis do animal na esperança de revigorar a potência perdida.
CAÇA ÀS FOCAS - A IMAGEM DISPENSA LEGENDAS, MAS NÃO A NOSSA INDIGNAÇÃO 
A partir da década de 1960, a indústria da moda europeia passou apreciar cada vez mais os casacos de pele de foca.
A maneira e os motivos pelos quais as focas são caçadas vem sendo alvo de críticas e indignação de milhões de pessoas ao redor do mundo, e também de instituições dedicadas a proteção dos animais . Centenas de protestos já foram organizados em diversos países na tentativa de exigir dos líderes de governo que tomem medidas contra a caça.

Atualmente cerca de 75% das importações feitas por outros países vem do Canadá.
Alguns dizem ser importante a caça para a economia de países como o Canadá, o que os produtos derivados destes animais são apreciados por milhões de pessoas ao redor do mundo, e dizem não se importar com o que acontece às focas.

Futilidade e ausência de vigor sexual mantêm o mercado da matança de focas sempre em alta. Enquanto as madames, com suas vidas miseráveis no que se refere à própria existência, porém afortunadas no que tange o social, ficam com as peles das focas, os homens, insatisfeitos com o desempenho sexual, ficam o com o pênis do animal na esperança de revigorar a potência perdida.
CAÇA ÀS FOCAS - NELAS, TUDO TEM VALOR, MENOS A VIDA


Futilidade e ausência de vigor sexual mantêm o mercado da matança de focas sempre em alta. Enquanto as madames, com suas vidas miseráveis no que se refere à própria existência, porém afortunadas no que tange o social, ficam com as peles das focas, os homens, insatisfeitos com o desempenho sexual, ficam o com o pênis do animal na esperança de revigorar a potência perdida.
CAÇA ÀS FOCAS - NELAS, TUDO TEM VALOR, MENOS A VIDA


Futilidade e ausência de vigor sexual mantêm o mercado da matança de focas sempre em alta. Enquanto as madames, com suas vidas miseráveis no que se refere à própria existência, porém afortunadas no que tange o social, ficam com as peles das focas, os homens, insatisfeitos com o desempenho sexual, ficam o com o pênis do animal na esperança de revigorar a potência perdida.
CAÇA ÀS FOCAS - NELAS, TUDO TEM VALOR, MENOS A VIDA

Futilidade e ausência de vigor sexual mantêm o mercado da matança de focas sempre em alta. Enquanto as madames, com suas vidas miseráveis no que se refere à própria existência, porém afortunadas no que tange o social, ficam com as peles das focas, os homens, insatisfeitos com o desempenho sexual, ficam o com o pênis do animal na esperança de revigorar a potência perdida.
CAÇA ÀS FOCAS - NELAS, TUDO TEM VALOR, MENOS A VIDA
AVISO: Se você achou alguma das imagens forte, então, não assista ao vídeo!



(Fonte da matéria:wikipedia, vídeo do youtube e fotos de pesquisa na internet)

ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

ESQUILOS - OS SIMPÁTICOS ROEDORES DAS FLORESTAS

ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS
Eles estão espalhados por quase todo o mundo, a maioria nas zonas de climas temperado ou tropical, mas também em algumas zonas de clima frio. E, por terem o hábito de enterrar sementes para às épocas de escassez, ajudam no reflorestamento.
Como todos os roedores, possui presas fortíssimas, com que roem sementes com facilidade, principalmente bolotas.

Ele estão espalhados por quase todo o mundo, a maioria nas zonas de climas temperado ou tropical, mas também em algumas zonas de clima frio. Como todos os roedores, possui presas fortíssimas, com que roem sementes com facilidade, principalmente bolotas.
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS
As sementes são as principais fontes de alimentação, mas também consomem insetos e frutas. Quando coletam alimento, enterram algumas sementes que encontram, sendo que algumas chegam a germinar, como pinhões e coquinhos, acabando por plantar árvores como araucária e jerivá.

Ele estão espalhados por quase todo o mundo, a maioria nas zonas de climas temperado ou tropical, mas também em algumas zonas de clima frio. Como todos os roedores, possui presas fortíssimas, com que roem sementes com facilidade, principalmente bolotas.
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS
Os esquilos são membros da grande família de mamíferos roedores de pequeno e médio porte.
Constroem ninhos com folhas e galhos, para abrigarem as suas crias da chuva e do vento, em ramos muito altos, em árvores como a cajarana. Durante a gestação, os pais preparam o ninho para receber os filhotes, que variam de 3 a 10 por ninhada. Quando adulto, as maiores espécies da família chegam a medir de 53 a 73 centímetros de comprimento (com a cauda).


As sementes são as principais fontes de alimentação, mas também consomem insetos e frutas. Quando coletam alimento, enterram algumas sementes que encontram, sendo que algumas chegam a germinar, como pinhões e coquinhos, acabando por plantar árvores como araucária e jerivá.
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

As sementes são as principais fontes de alimentação, mas também consomem insetos e frutas. Quando coletam alimento, enterram algumas sementes que encontram, sendo que algumas chegam a germinar, como pinhões e coquinhos, acabando por plantar árvores como araucária e jerivá.
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

Os esquilos são membros da grande família de mamíferos roedores de pequeno e médio porte.  Constroem ninhos com folhas e galhos, para abrigarem as suas crias da chuva e do vento, em ramos muito altos, em árvores como a cajarana. Durante a gestação, os pais preparam o ninho para receber os filhotes, que variam de 3 a 10 por ninhada. Quando adulto, as maiores espécies da família chegam a medir de 53 a 73 centímetros de comprimento (com a cauda).
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS


Os esquilos são membros da grande família de mamíferos roedores de pequeno e médio porte.  Constroem ninhos com folhas e galhos, para abrigarem as suas crias da chuva e do vento, em ramos muito altos, em árvores como a cajarana. Durante a gestação, os pais preparam o ninho para receber os filhotes, que variam de 3 a 10 por ninhada. Quando adulto, as maiores espécies da família chegam a medir de 53 a 73 centímetros de comprimento (com a cauda).
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

Os esquilos são membros da grande família de mamíferos roedores de pequeno e médio porte.  Constroem ninhos com folhas e galhos, para abrigarem as suas crias da chuva e do vento, em ramos muito altos, em árvores como a cajarana. Durante a gestação, os pais preparam o ninho para receber os filhotes, que variam de 3 a 10 por ninhada. Quando adulto, as maiores espécies da família chegam a medir de 53 a 73 centímetros de comprimento (com a cauda).
ESQUILO NEGRO

As sementes são as principais fontes de alimentação, mas também consomem insetos e frutas. Quando coletam alimento, enterram algumas sementes que encontram, sendo que algumas chegam a germinar, como pinhões e coquinhos, acabando por plantar árvores como araucária e jerivá.
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

As sementes são as principais fontes de alimentação, mas também consomem insetos e frutas. Quando coletam alimento, enterram algumas sementes que encontram, sendo que algumas chegam a germinar, como pinhões e coquinhos, acabando por plantar árvores como araucária e jerivá.
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

As sementes são as principais fontes de alimentação, mas também consomem insetos e frutas. Quando coletam alimento, enterram algumas sementes que encontram, sendo que algumas chegam a germinar, como pinhões e coquinhos, acabando por plantar árvores como araucária e jerivá.
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

As sementes são as principais fontes de alimentação, mas também consomem insetos e frutas. Quando coletam alimento, enterram algumas sementes que encontram, sendo que algumas chegam a germinar, como pinhões e coquinhos, acabando por plantar árvores como araucária e jerivá.
ESQUILOS - OS ROEDORES SIMPÁTICOS

Pitangueira, a nossa árvore "tipo exportação"

Pitangueira, a nossa árvore "tipo exportação"Embora, seja uma árvore nativa da Mata Atlântica brasileira, a pitangueira viaja o mundo e é encontrada na Europa, África, Caribe, América do Norte, América Central, e aqui, em vários países da América do Sul.

Embora, seja uma árvore nativa da Mata Atlântica brasileira, a pitangueira viaja o mundo e é encontrada na Europa, África, Caribe, América do Norte, América Central, e aqui, em vários países da América do Sul.
Pitangueira
Pitanga, fruto produzido pela pitangueira. Tem a forma de bolinhas com gomos, de cor vermelha, podendo ser também de cor laranja, amarela ou preta. Num mesmo pé podem ser encontrados frutos nas cores verde, amarelo, alaranjado até na cor vermelho-intenso, isso dependendo do grau de maturação da fruta. Os frutos maduros carnudos e de sabor adocicado.
A flor da pitangueira é branca, com quatro pétalas e longos bastões, igualmente, brancos que surgem de sua área central.

Embora, seja uma árvore nativa da Mata Atlântica brasileira, a pitangueira viaja o mundo e é encontrada na Europa, África, Caribe, América do Norte, América Central, e aqui, em vários países da América do Sul.
Cacho de pitanga
A planta é cultivada tradicionalmente em quintais domésticos.
Este fruto não é produzido comercialmente, pois, quando maduro, fica muito mole e danifica-se facilmente com o transporte. Apesar disso, é apreciado no Brasil, por conta de seu sabor marcante, além de ser rico em cálcio.

Embora, seja uma árvore nativa da Mata Atlântica brasileira, a pitangueira viaja o mundo e é encontrada na Europa, África, Caribe, América do Norte, América Central, e aqui, em vários países da América do Sul.
Pitangueira florida
Pitangueira, (Eugenia uniflora L.)dicotiledônea da família das mirtáceas.
Em inglês, o fruto é também conhecido como "pitanga" ou então como brazilian cherry, surinam cherry ou south cherry.

A tradição popular atribui algumas qualidades terapêuticas às infusões feitas com as folhas verdes da pitangueira ("chá" de pitanga ou "chá" de pitangueira).

Embora, seja uma árvore nativa da Mata Atlântica brasileira, a pitangueira viaja o mundo e é encontrada na Europa, África, Caribe, América do Norte, América Central, e aqui, em vários países da América do Sul.

É uma árvore relativamente rústica, de porte pequeno a médio, com 2 a 4 metros de altura, mas alcançando, em ótimas condições de clima e de solo, quando adulta, alturas acima de 6 metros, e até, no máximo, 12m. A copa globosa é composta de folhas pequenas e verde-escuras, quando amassadas, exalam um forte aroma característico. As flores são brancas e pequenas, tendo utilidade melífera (apreciada por abelhas na fabricação do mel).

Flor da pitangueira
A planta é cultivada tradicionalmente em quintais domésticos. O seu plantio é feito simplesmente pela colocação de um caroço de pitanga no solo ou pelo transplante de uma muda até o local adequado ou por meio do próprio fruto. Dá-se bem em quase todo tipo de solo, incluindo os terrenos arenosos junto às praias e terrenos secos. É também usada como árvore ornamental em áreas urbanas de cidades brasileiras, na recuperação de áreas degradadas de sistemas agroflorestais multiestrato e em reflorestamentos heterogêneos. As pitangueiras com frutos são um ótimo atrativo para pássaros e animais silvestres em geral. Além de ser usada na medicina popular para tratar cefaleia.
Pitangueira, a nossa árvore "tipo exportação"
Pitangas maduras

(Fontes da pesquisa:.ibflorestas.org.br, wikipedia)