segunda-feira, 6 de março de 2017

FAISÃO ESPOREIRO OU ESPERONIER

Faisão esporeiro ou eperonier - é amplamente criado como ave exótica em cativeiro e é possível encontrar exemplares espalhados por todo o mundo, dada sua fácil adaptação em praticamente todos os países de clima tropical e sua beleza exótica.
Faisão esporeiro ou eperonier  é amplamente criado como ave exótica em cativeiro e é possível encontrar exemplares espalhados por todo o mundo, dada sua fácil adaptação em praticamente todos os países de clima tropical e sua beleza exótica.
Faisão esporeiro ou eperonier
É um pássaro nacional de Myanmar, anteriormente conhecida como Birmânia. Ele e suas cinco subespécies podem ser encontrados nas florestas tropicais em todo Sudeste Asiático.

Curiosidade: É chamado de “Peacock-pheasant”, que em inglês quer dizer Faisão Pavão, pois é muito semelhante ao pavão quando faz a corte para a fêmea.

Faisão esporeiro ou eperonier  é amplamente criado como ave exótica em cativeiro e é possível encontrar exemplares espalhados por todo o mundo, dada sua fácil adaptação em praticamente todos os países de clima tropical e sua beleza exótica.
Faisão esporeiro ou eperonier
Tem o corpo com a coloração cinza, asas e cauda com desenhos de “olhos” furta cor, que variam do azul para o verde com bordas esbranquiçadas e um topete virado para frente, acompanhando o bico, que esta presente somente nos machos, as fêmeas são idênticas aos machos com a diferença que os desenhos de “olhos” são disformes.

Faisão esporeiro ou eperonier  é amplamente criado como ave exótica em cativeiro e é possível encontrar exemplares espalhados por todo o mundo, dada sua fácil adaptação em praticamente todos os países de clima tropical e sua beleza exótica.
Faisão esporeiro ou eperonier
Peso: Machos de 568 a 910 gramas e as Fêmeas com 460 gramas (bakeri) e 400 gramas (katsumatae).

A dieta consiste em : sementes, frutas, bagas, larvas, formigas, caracóis, pequenos animais e outros insetos.
Faisão esporeiro ou eperonier - É um pássaro nacional de Myanmar, anteriormente conhecida como Birmânia. Ele e suas cinco subespécies podem ser encontrados nas florestas tropicais em todo Sudeste Asiático.  Curiosidade: É chamado de “Peacock-pheasant”, que em inglês quer dizer Faisão Pavão, pois é muito semelhante ao pavão quando faz a corte para a fêmea.
Faisão esporeiro ou eperonier
Reprodução na natureza: Postura de 2 ovos que são incubados por um período de 21 dias.
Reprodução em cativeiro: Postura de 2 a 10 ovos que são incubados por um período de 21 dias.
Peso do ovo: De 28,7 a 37,8 gramas.

Nome comum: Faisão eperronier de topete.
Nome cientifico:Polyplectron bicalcaratum bicalcaratum.
Faisão esporeiro ou eperonier - É um pássaro nacional de Myanmar, anteriormente conhecida como Birmânia. Ele e suas cinco subespécies podem ser encontrados nas florestas tropicais em todo Sudeste Asiático.  Curiosidade: É chamado de “Peacock-pheasant”, que em inglês quer dizer Faisão Pavão, pois é muito semelhante ao pavão quando faz a corte para a fêmea.
Faisão esporeiro ou eperonier

Fontes da pesquisa: wikipedia, criadouroparaisodasaves.com.br)

CURIOSIDADES SOBRE AS ZEBRAS

As Zebras E Sua Sobrevivência Entre As Maiores Feras Da Selva

As zebras vivem entre feras, tendo os leões como principais predadores. Suas únicas defesas são; a corrida, o coice e a mordida.  Curiosamente, ser um herbívoro, vivendo cercado de feras, não é exatamente um problema para as zebras. Há registros de leões que foram mortos ao terem a mandíbula quebrada pelo poderoso coice de zebra.
Zebra sendo atacada por crocodilo 

As zebras vivem entre feras, tendo os leões como principais predadores. Suas únicas defesas são; a corrida, o coice e a mordida.  Curiosamente, ser um herbívoro, vivendo cercado de feras, não é exatamente um problema para as zebras. Há registros de leões que foram mortos ao terem a mandíbula quebrada pelo poderoso coice de zebra.
Zebra desferindo coice em leão em pleno ataque 
 As zebras vivem entre feras, tendo os leões como principais predadores. Suas únicas defesas são; a corrida, o coice e a mordida.
Curiosamente, ser um herbívoro, vivendo cercado de feras, não é exatamente um problema para as zebras. Há registros de leões que foram mortos ao terem a mandíbula quebrada pelo poderoso coice de zebra.





As zebras vivem entre feras, tendo os leões como principais predadores. Suas únicas defesas são; a corrida, o coice e a mordida.  Curiosamente, ser um herbívoro, vivendo cercado de feras, não é exatamente um problema para as zebras. Há registros de leões que foram mortos ao terem a mandíbula quebrada pelo poderoso coice de zebra.
Zebra atacada por leão
Seus maiores problemas são a perda de seu habitat natural e a caça por sua pele.
E, apesar dos pesares, a zebra é um dos poucos mamíferos africanos, de grande porte, que ainda não se encontra em extinção. Isso porque, a caça se concentra em animais de maior aproveitamento e lucratividade comercial. Deve-se considerar, também, que esses equinos não são domesticáveis.
Resumindo, é mais fácil viver entre muitas feras, que sobreviver a uns poucos humanos.

Seus maiores problemas são a perda de seu habitat natural e a caça por sua pele.  Apesar dos pesares, a zebra é um dos poucos mamíferos africanos, de grande porte, que ainda não se encontra em extinção. Isso porque, a caça se concentra em animais de maior aproveitamento e lucratividade comercial. Deve-se considerar, também, que esses equinos não são domesticáveis.  Resumindo, é mais fácil viver entre muitas feras, que sobreviver a uns poucos humanos.
Zebras e gnus amontoados atravessando rio selvagem  

Seus maiores problemas são a perda de seu habitat natural e a caça por sua pele.  Apesar dos pesares, a zebra é um dos poucos mamíferos africanos, de grande porte, que ainda não se encontra em extinção. Isso porque, a caça se concentra em animais de maior aproveitamento e lucratividade comercial. Deve-se considerar, também, que esses equinos não são domesticáveis.  Resumindo, é mais fácil viver entre muitas feras, que sobreviver a uns poucos humanos.
Zebra sendo atacada por leoa



PANGOLIM - O Animal Que Tem a Língua Maior Que Seu Corpo

PANGOLIM - Conheça o animal que tem a língua maior que seu corpo Esse Mamífero Reúne As Principais Características Do Tatu e Do Tamanduá. 

Pangolim , Esse Mamífero Reúne As Principais Características Do Tatu e Do Tamanduá.
Pangolim - Mamífero Reúne As Principais Características Do Tatu e Do Tamanduá
Ele animal tem o corpo coberto de escamas e se enrolada todo para se proteger, ficando semelhante à do tatu-bola.
Assim como o tamanduá, não possui dentes e alimenta-se, sobretudo, de formigas, que captura dentro dos formigueiros com a sua longa língua viscosa viscosa, que chega a ser maior do que seu próprio corpo. Sem nenhum dente na boca, o pangolim armazena pedras em seu estômago que lhe ajudam a moer a comida.

Pangolim , Esse Mamífero Reúne As Principais Características Do Tatu e Do Tamanduá.
Parte da grande língua do pangolim 
Apesar de suas peculiaridades, esse animal é pouco conhecido das populações em geral. Pois, além de ser o mamífero mais traficado do mundo, eles raramente sobrevivem em cativeiro. Apenas seis zoológicos no mundo têm um exemplar dessa espécie.


Alguns restaurantes asiáticos, servem o pangolim, a preços bastante salgados, de várias formas; desde a carne refogada, passando por bebidas alcoólicas com um pequeno pangolim dentro da garrafa, chegando até a cortar a garganta do animal na mesa do cliente para servir o sangue fresco, que teria  propriedades afrodisíacas.
Suas escamas são traficadas para uso medicinal.
Pangolim , Esse Mamífero Reúne As Principais Características Do Tatu e Do Tamanduá.
Mamãe e bebê pangolins