sábado, 8 de abril de 2017

PIRANHAS - AS MAL FALADAS DOS LEITOS DE RIOS

PIRANHAS SÃO CRIATURAS MUITO MAL FALADAS!
Mas afinal, elas são apenas vítimas de sua má-fama ou será que, de fato, deitam na cama que arrumam pra elas?


Vocês já devem ter notado que piranhas costumam formar grupinhos, não é verdade? Sim, isso faz parte da estratégia de ataque, defesa e, consequentemente, de sobrevivência. Afinal, poderia até ser fácil acabar com uma delas, mas com todas, não. E estando agrupadas, se uma falha em seu ataque, sempre haverá outra pra não deixar a presa escapar.  Contudo que muitas delas se unem, esse agrupamento nem sempre lhes é favorável. Algumas piranhas, quando em disputas por uma mesma presa, não exitam em atacar as colegas, promovendo assim, cenas de verdadeiro canibalismo,  Ou seja, piranha sabe bem eliminar a concorrência!
 Predadores naturais da piranha: jacarés, botos e peixes maiores.
Indesejadas e temidas, devido a má fama que carregam, as piranhas sabem muito bem o que é ser vítima de intrigas da oposição.

Com reputação de serem devoradoras de carne e destruidoras de vidas, as piranhas, na verdade, apenas lutam para sobreviver num mundo que, ao contrário do que muitos afirmam, não lhes proporciona uma vida fácil.

Vocês já devem ter notado que piranhas costumam formar grupinhos, não é verdade? Sim, isso faz parte da estratégia de ataque, defesa e, consequentemente, de sobrevivência. Afinal, poderia até ser fácil acabar com uma delas, mas com todas, não. E estando agrupadas, se uma falha em seu ataque, sempre haverá outra pra não deixar a presa escapar.

Contudo que muitas delas se unem, esse agrupamento nem sempre lhes é favorável. Algumas piranhas, quando em disputas por uma mesma presa, não exitam em atacar as colegas, promovendo assim, cenas de verdadeiro canibalismo,  Ou seja, piranha sabe bem eliminar a concorrência!

Por isso, há piranhas que preferem atacar solitariamente, essas são menos agressivas nas investidas e podem até parecer peixes mansos. Mas não se iludam, porque só ou acompanhada, piranha não é sereia. Piranha é piranha.

Outro fato importante, é que nem sempre elas se alimentam de carne fresca. Com exceção de algumas presas desavisadas ou já machucadas pela vida que elas encontram, na maioria das vezes, a disponibilidade de carne fresca não é tão farta quanto gostaria que fosse. E sendo elas, as criaturas sem critérios alimentares que são, qualquer carcaça encontrada a esmo já contenta a fome de carne que as consome.

E não se pode negar, apesar das porcarias que comem, tem quem diga que piranha dá um bom caldo! Segundo seus apreciadores, o caldo da piranha tem efeito um tanto afrodisíaco, fazendo com que ela seja procurada com frequência. Esses descrevem sua carne como algo de sabor marcante, intenso. Assim, tendo comido piranha uma vez, é provável que seja estimulado a virar freguês.

As piranhas não seriam predadoras tão eficientes, não fosse pelas mandíbulas que possuem. Sua boca é capaz de trabalhar incansavelmente, engolindo tudo que seu paladar, nada apurado, considere como comestível.
Seu olfato também é crucial na caça, basta farejar a presa, para deixar a piranha ligadinha, salivando e pronta pra cair em cima!

Mas cuidado! Elas não são criaturas inocentes, não!
Antes de pegar uma piranha, de pensar em comê-la ou e de por seu dedo na boca dela, lembre que essa boca cheia de dentes, cheia de bactérias acumuladas das refeições anteriores e faminta, pode fazer grandes estragos em seu dedinho!

As piranhas não seriam predadoras tão eficientes, não fosse pelas mandíbulas que possuem. Sua boca é capaz de trabalhar incansavelmente, engolindo tudo que seu paladar, nada apurado, considere como comestível. Seu olfato também é crucial na caça, basta farejar a presa, para deixar a piranha ligadinha, salivando e pronta pra cair em cima!  Mas cuidado! Elas não são criaturas inocentes, não! Antes de pegar uma piranha, de pensar em comê-la ou e de por seu dedo na boca dela, lembre que essa boca cheia de dentes, cheia de bactérias acumuladas das refeições anteriores e faminta, pode fazer grandes estragos em seu dedinho!
A dieta dieta das piranhas é composta de peixes, animais invertebrados, insetos, plantas e sementes.

Bom, ambiguidades à parte, os fatos são bem esses aí.
A piranha é um peixe que não é totalmente a vilã nem a mocinha dos rios.

Esse peixe tem seus predadores naturais, que mantêm sua população sob controle. Entre eles, os jacarés, botos e peixes maiores.

As piranhas também não são os devoradores vorazes que imaginamos, inclusive, não se alimentam exclusivamente de carne. Sua dieta é composta basicamente de peixes e animais invertebrados, também comem insetos, plantas e sementes.

Há casos, sim, de ataques mortais a humanos e outros mamíferos, no entanto, eles ocorrem dentro de situações mais específicas. Ex.: quando rios e lagos estão com volumes d'água baixo, o agrupamento delas aumenta, a comida fica escassa e as disputas se tornam mais acirradas, tornando maiores os riscos de ataques.
E sim, o cheiro de sangue atrai as piranhas, mas isso não quer dizer que um machucadinho atrairá todo um cardume delas para devorar uma pessoa ou um animal de grande porte.

Os casos mais frequentes de acidentes com piranhas acontecem fora d'água. Depois de fisgada, é ao ser retirada do anzol, que elas, por serem fortes e se debaterem muito, acabam mordendo aqueles que as manuseiam. É comum também que, ao serem soltas no barco, continuem a se debater e, tendo se aproximado dos pés do pescador, mordam-no.

Contudo, a piranha é um peixe predador, portanto, há de se ter muito cuidado e respeito ao adentrar em seu território!
Nas épocas de rios e lagos com volumes d'água baixo, o agrupamento de piranhas aumenta, a comida fica escassa e as disputas se tornam mais acirradas, tornando maiores os riscos de ataques à pessoas.

Os casos mais frequentes de acidentes com piranhas acontecem fora d'água. Depois de fisgada, é ao ser retirada do anzol, que elas, por serem fortes e se debaterem muito, acabam mordendo aqueles que as manuseiam. É comum também que, ao serem soltas no barco, continuem a se debater e, tendo se aproximado dos pés do pescador, mordam-no.
O olfato também é crucial nas caçadas da piranha, basta farejar a presa, para ficar ligadinha, salivando e pronta pra cair em cima!



Nenhum comentário: